domingo, 13 de maio de 2012

Laboratório Daudt: primeira empresa farmacêutica do Brasil comemora 130 anos

11/05/2012 - 16:44
Com mais de um século de história, o Laboratório Daudt contribuiu para a evolução e o crescimento da indústria farmacêutica brasileira. Diversificou suas atividades, ampliou suas instalações e investiu em alta tecnologia. No entanto, um aspecto nunca mudou - o compromisso com a saúde dos brasileiros .

O Brasil ainda era um Império quando João Daudt Filho retornou a Santa Maria, sua cidade Natal, após a conclusão do curso de Farmácia no Rio de Janeiro. Foi lá, no interior do Rio Grande do Sul, que, em 1882, ele fundou o primeiro laboratório farmacêutico do país, o Daudt Freitas & Cia. Seu pioneirismo estava apenas começando. Em 1893, Daudt transferiu a produção para Porto Alegre, onde foi um dos fundadores da Escola de Farmácia, que deu origem à primeira faculdade de Medicina, da capital gaúcha. Em 1894, Daudt iniciou uma nova era da indústria farmacêutica brasileira ao registrar o primeiro produto farmacêutico produzido em escala industrial no Brasil: o Boro Borácica, um cicatrizante que foi sucesso por mais de 100 anos.

No inicio do século XX, Daudt retornou ao Rio de janeiro com os sobrinhos Felipe Daudt d`Oliveira e João Daudt d`Oliveira. No centro da então capital do país, construiu o Daudt Oliveira e Cia, uma unidade industrial. Na nova sede, seguindo a linha de sucesso da pomada Boro Borácica, produziu medicamentos populares como o xarope Bromil, o tônico Saúde da Mulher e a pasta dental Odol. Com o lançamento dos produtos inovou mais uma vez, dando início a uma nova fase da publicidade brasileira. Daudt, além de grande empreendedor era um amante das artes e da literatura. Bem relacionado, do seu círculo de amizades constavam nomes como Carlos Drummond de Andrade, Graciliano Ramos e Getúlio Vargas.

Esta aproximação com o mundo das artes facilitou a estratégia desenvolvida por Felipe Daudt d`Oliveira. Responsável pelo marketing do laboratório, Felipe, farmacêutico, poeta e também amigo dos intelectuais da época, na sua visão vanguardista passou a utilizar grandes nomes da cultura brasileira nas campanhas publicitárias da empresa. Para anunciar as qualidades do Bromil, contratou o grande poeta Olavo Bilac, que em um anúncio vinculado no Jornal do Brasil, em 1912, testemunhou pessoalmente as qualidades terapêuticas do xarope. Di Cavalcanti iniciou na publicidade desenhando um anuncio do Odol. Já Graciliano Ramos e Carlos Drumond de Andrade votavam nos melhores contos para a revista Boa Nova do Laboratório Daudt. (NO ANEXO PUBLICIDADE BROMIL)

Em 1906, Felipe idealizou e lançou o “Almanaque A Saúde da Mulher", como parte da estratégia de lançamento do tônico Saúde da Mulher. O almanaque, que circulou até 1974, marcou gerações, atingindo tiragens históricas de 1,5 milhões de exemplares. Na década de 20, o laboratório fechou o maior contrato publicitário da história brasileira, num investimento que somou 1.200 contos de réis em peças para outdoors, bondes, inovadoras malas-diretas e os primeiros painéis luminosos do Brasil. Tudo para A Saúde da Mulher. Em 1922, o volume de impressos produzidos pelos produtos Daudt era tão grande que o laboratório fundou sua própria gráfica.

Também seguindo os passos inovadores do tio, João Daudt d’Oliveira, formado em Direito, em 1945, organizou, como presidente da Federação Nacional do Comércio, a Iª Conferência das Classes Produtoras do Brasil, Conclap, em Teresópolis. A Conferência discutiu e aprovou os principais pontos que iriam gerar a Carta da Paz Social, documento inspirador da criação do SESC/SENAC. Em 1946, João Daudt elegeu-se presidente da Confederação Nacional do Comércio. Em seu mandato, foi o idealizador do Senac e o 1º dirigente do SESC, onde lançou as bases da entidade e deixou uma herança até hoje cultivada por seus sucessores.

A partir da década de 80, já na quarta geração, o Laboratório Daudt, começou a ampliar e a diversificar sua linha de produtos. Em 1984, adquiriu o Laboratório Brasileiro de Medicamentos (Labratos). Em 2005, o Daudt adquiriu o laboratório Primá, incluindo na sua lista de produtos a marca Malvona. Em 2010, mais uma aquisição, a Saniplan, empresa de produtos dermatológicos, que trouxe as marcas Dersani, Saniskin e Sanicorpore. Em 2012 mais uma aquisição foi realizada, consolidando o Grupo Daudt. Uma trajetória de pioneirismo e sucesso há 130 anos. O Grupo atualmente conta com cerca de 300 funcionários responsáveis pela produção dos medicamentos. O Grupo Daudt continua expandindo seus negócios e possui um portfólio de produtos que engloba três divisões: Divisão Médica, com medicamentos de consumo e de prescrição médica, divisão Odontológica e divisão Dermatológica.

Ao longo dos anos, o laboratório modernizou suas instalações com equipamentos avançados e de alta tecnologia. Com as mudanças obteve o certificado de conformidade com as Normas de Boas Práticas de Fabricação (GMP), emitido pelo Ministério da Saúde e a certificação de Boas Práticas de Fabricação (BPF), concedida pela ANVISA. Sua Política de Qualidade envolveu a aquisição de máquinas e equipamentos de última geração, testes clínicos de e­ficácia, testes de segurança de produtos e validação de fornecedores, visando não só o cumprimento das rigorosas normas de fabricação como também a alta qualidade dos produtos e respeito ao meio ambiente.

Hoje, a alta capacidade produtiva do Grupo Daudt possibilita a terceirização da fabricação de medicamentos, cosméticos e produtos para outras empresas do Brasil e da América Latina. Atualmente. A fábrica funciona com menos de 40% de sua capacidade produtiva, o que viabiliza um acelerado crescimento. Segundo o atual diretor de marketing da empresa, Gustavo D’Oliveira, de 2009 a 2011, o Grupo obteve um crescimento de 75% em sua receita. “Em 2012, pretendemos alcançar 44% de evolução”, afirma. Ainda de acordo com ele, visando à expansão do Grupo no território brasileiro, a empresa possui mais de 30 produtos em fase de desenvolvimento.

A responsabilidade social é outra preocupação do Grupo Daudt que, em 1998, iniciou o Programa Geração Sorriso. Projeto de prevenção e educação odontológica para crianças de até 10 anos de idade. As atividades preventivas são realizadas semanalmente em escolas com o intuito de prevenir cáries e criar o hábito da higiene bucal nas crianças, fornecendo subsídios para que elas cheguem à idade adulta sem problemas odontológicos. Outro programa social que tem o apoio do laboratório é o INCA Voluntário. Por meio dessa ação, o Daudt auxilia a manutenção da saúde bucal adequada de crianças em tratamen­to quimioterápico, por meio da doação de cremes dentais infantis da linha Malvatrikids.

O Grupo Daudt é uma indústria farmacêutica centenária que investe no futuro do Brasil. Para a comemoração de seus 130 anos, o Grupo criou um selo próprio e o slogan “Daudt 130 anos – Compromisso com a saúde desde 1882”.