sábado, 30 de julho de 2011

Estudo comprova diferença de preços absurda entre Stents Coronários. Certamente não foram deduzidas as propinas pagas aos cirurgiões que chegam a 40% sobre valor final.

Estudo aponta diferença de preço entre produtos de uso cardiovascular
28-07-2011

Stents coronários com características parecidas são comercializados, no Brasil, com diferença de preços superiores a 1.000%. É o que aponta o estudo “Sistematização de Informações de Produtos para a Saúde de Uso Cardiovascular", divulgado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta quarta–feira (27/7).

De acordo com o estudo, esses produtos são vendidos por valores que variam de R$ 896,00 a R$ 9.500,00. Já no caso de marcapassos, o preço de produtos semelhantes varia em até 250%, sendo que o mais barato é vendido por R$ 4.324,00 e o mais caro por R$ 10.845,00.

No total, o estudo classificou e comparou o preço de 145 produtos cardiológicos entre: marcapassos Implantáveis, cardioversores desfibriladores implantáveis (CDI) e endopróteses vasculares (stents). “Dentre as principais novidades do estudo está o fato de organizarmos os produtos cardiovasculares em grupos que apresentem características técnicas semelhantes, o que permitiu a comparação de preços e a identificação de distorções no mercado”, explica o chefe no Núcleo de Regulação Econômica da Anvisa, Pedro Bernardo.

O estudo, feito em parceria com a Fundação Coordenação de Projetos, Pesquisas e Estudos Tecnológicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro, também apresenta uma comparação do preço desses produtos com os mercados dos Estados Unidos, Alemanha e Canadá. “Estamos reduzindo as lacunas de informações nesse setor e esperamos que essas informações sejam utilizadas para auxiliar o monitoramento do mercado desses produtos e na gestão dos serviços de saúde”, complementa Bernardo.

As informações com os preços dos produtos de uso cardiovascular pesquisados estão disponíveis no portal da Agência.

Confira aqui a íntegra do estudo.

Fonte: Anvisa